TRICLOROCOMPOSTOS TOTAIS URINÁRIO PÓS JORNADA

Código:

TRC

Sinônimo:

TCE e TCA

Material:

Urinas manuais pós jornada

Volume:

5,0 mL

Método:

Colorimétrico

Volume Lab:

5,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

4 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

240

0

Coleta:

Coletar urina no final da jornada de trabalho e enviar em tubo de transporte. Critérios de rejeição: -Amostra sem identificação; -Material inadequado; -Volume insuficiente; -Tubo aberto; -Contaminação da amostra; -Tubo de coleta danificado.

Interpretação:

O tricloroetano (TCE) e tricloroetileno são os principais metabólitos triclorocompostos. O tricloroetano é utilizado na indústria como solvente de resinas, óleos, ceras, adesivos e desengraxantes, em inseticidas, e nas formulações de aerossóis. O tricloroetileno é utilizado na dissolução de graxas e gorduras, lavagem a seco, extração de certas drogas e aplicações de resinas, colas, tintas e vernizes. Indicações: Avaliação de exposição e toxicidade ao TCE e TCA. Interpretação clínica: Níveis acima do Indíce Biológico Máximo Permitido (IBMP) indicam intoxicação. O exame pode sere coletado antes e após a jornada de trabalho.

Referência:

IBMP*: até 40 mg/g de creatinina para exposição ao
tricloroetano.
até 300,0 mg/g creatinina para exposição ao
tricloroetileno.
*Índice Biológico Máximo Permitido (NR-7).

Metodologia desenvolvida e validada pelo laborató-
rio de acordo com a RDC 302 de 13/10/2005, Art.
5.5.5.1.