OSMOLARIDADE - soro

Código:

OSMOL

Sinônimo:

Material:

Soro TOX

Volume:

1,0 mL

Método:

Crioscopia

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

48 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

0

Coleta:

Jejum não necessário. Encaminhar o material o mais rápido possível para o laboratório. Obrigatório: Informação de medicamentos Critérios de rejeição: -Amostra com identificação inadequada; -Insuficientes; -Amostra congelada

Interpretação:

A osmolalidade sérica é mantida através da ação do hormônio antidiurético no rim. Sua dosagem serve como avaliação da desidratação, do balanço ácidobásico, da função do hormônio antidiurético (ADH), de doença hepática e do coma hiperosmolar. Osmolalidade sérica elevada com sódio normal sugere possível hiperglicemia, uremia ou alcoolismo. Normalmente, sua relação com o sódio é de 0,43 a 0,50. O decréscimo nessa relação é observado na uremia e em outros estados associados ao aumento de substâncias osmoticamente ativas. Indicações: Avaliação da desidratação, balanço hidrossalino, balanço ácidobásico função do ADH, estados hiperosmolares, intoxicação exógena por água. Interpretação clínica: Osmolalidade plasmática elevada pode resultar de desidratação, hiperglicemia, hipernatremia, azotemia, ingestão de etanol, metanol e polietilenoglicol e terapia com manitol. Osmolalidade plasmática baixa pode ser devido a intoxicação hídrica, síndrome de secreção inapropriada do hormônio anti diurético (SIADH) no carcinoma de pulmão, diabetes insipidus, entre outros. Sugestão de leitura complementar: Loh JA, Verbalis JG. Disorders of water and salt metabolism associated with pituitary disease. Endocrinol Metab Clin N Am. 2008;37:213-34 Rabinstein AA, Bruder N. Management of hyponatremia and volume contraction. Neurocrit Care. 2011;15:354-60.

Referência:

Até 60 anos: 275 a 295 mOsm/Kg
Acima de 60 anos: 280 a 301 mOsm/Kg
*Fonte: Bula do fabricante

ATENÇÃO:Alteração do valor de referência a partir
de 26/09/16.

Valor de referência antigo:
275,0 a 300,0 mOsmol/L