METANEFRINAS TOTAIS E FRAÇÕES - urina 24h

Código:

METANE

Sinônimo:

Material:

Urinas vanilmandélico metanefrinas 24h

Volume:

5,0 mL

Método:

Cromatografia Líquida de Alto Desempenho (HPLC)

Volume Lab:

30,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

6 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

1200

1440

Coleta:

Para a determinação de metanefrinas totais e frações, a amostra deve ser coletada em frasco limpo contendo 10 mL (frasco de 1L) ou 20 mL (frasco de 2L) de HCL 25%. É importante, além de um rótulo com aviso de que o frasco contém ácido clorídrico, colocar um aviso em letras grandes CUIDADO . A coleta deverá ser feita em um frasco intermediário antes de depositar no frasco com conservante.Enviar aliquota no tubo transporte. - Preferencialmente não realizar no período menstrual. Em casos excepcionais e nos de urgência, pode ser realizada a coleta de urina menstruada utilizando-se um tampão vaginal. - Três (3) dias antes do início da coleta e no quarto dia, quando a coleta da urina será iniciada, o paciente deverá abster-se de qualquer substância que contenha: Café, Chá, Chocolate, Amendoim, Vanilina, Vitaminas, Refrigerantes, Nozes, Baunilha, Abacate, Banana, Ameixa, Berinjela, Tomate, Kiwi, Abacaxi, Sorvete, Manga. - Os pacientes devem, também, abster-se de fumo, refrigerantes com cola e bebidas alcoólicas nestes 4 dias. Durante estes quatro (4) dias o paciente deverá alimentar-se de: Pão, Manteiga, Ovos, Açúcar, Leite integral, Arroz, Carne, Água a vontade. - Algumas medicações podem alterar o resultado do exame. Evite o uso de medicamentos durante o período de dieta e coleta de material. Medicamentos prescritos só devem ser suspensos a critério do médico assistente. Critérios derejeição: -Amostra sem identificação; -Material inadequado; -Volume insuficiente; -Tubo aberto; -Contaminação da amostra; -Tubo de coleta danificado.

Interpretação:

Uso: diagnóstico e avaliação de feocromocitoma; diagnóstico de tumores produtores de catecolaminas; diagnóstico de hipotensão postural. Podem ser medidas na urina ou no plasma. Consistem na soma das metanefrinas livres e sulfatadas, representando as metanefrinas secretadas pelas células cromafins e aquelas produzidas pelo Sistema Nervoso Simpático. Sua dosagem é tecnicamente mais simples, já que circulam em concentração 20 a 40 vezes superior as metanefrinas livres. Sinônimos: Indicações: Diagnóstico do feocromocitoma, recomendado sobretudo na suspeita de lesões pequenas ou nas formas hereditárias. Interpretação clínica: Metanefrinas na urina têm sensibilidade de 97% e especificidade de 93% no diagnóstico de feocromocttoma. Elevação das metanefrinas plasmáticas em pelo menos 4 vezes (correspondendo a níveis de normetanefrina acima de 400 ng/L ou metanefrina acima de 236 ng/L) ou uma elevação das metanefrinas urinárias em pelo menos 2 vezes o valor superior de referência (correspondendo a níveis de normetanefrinas acima de 1500 ug/dia ou metanefrinas acima de 600 ug /dia) está associada com uma probabilidade próxima de 100% de feocromocitoma ou paraganglioma. Já elevações abaixo desse corte estão comumente associadas a outras causas, como interferência medicamentosa, estresse, doença aguda, coleta e/ou dieta inadequada. Níveis normais de metanefrinas excluem o diagnóstico de feocromocitoma e nenhum teste adicional se faz necessário, a não ser naqueles raros pacientes com lesões muito pequenas (menores que 1 cm), nos quais os níveis de metanefrinas podem estar normais. Enquanto as metanefrinas livres sofrem rápida metabolização tecidual, as metanefrinas sulfatadas apresentam uma depuração mais lenta e dependente da eliminação urinária. Como as metanefrinas sulfatadas são eliminadas pelos rins, sua determinação é limitada em pacientes com insuficiência renal. Sugestão de leitura complementar: Lenders JW, Eisenhofer G, et al. Phaecromocytoma. Lancet 2005;366:665-75. RunYu, Nicholas N, Nissen et al. Diagnosis and Treatment of Pheochromocytoma in a Academic Hospital from 1997 to 2007. The American Journal of Medicine 2009; 122:85-95

Referência:

Metanefrina Totais : até 1000,0 ug/24h
Metanefrina: até 320,0 ug/24h
Normetanefrina: até 390,0 ug/24h