INIBIDOR DO FATOR IX

Código:

INIBF9

Sinônimo:

Anti fator IX; anticorpos contra o fator IX

Material:

Cong. Citrato Plasma

Volume:

10,0 mL

Método:

Bethesda

Volume Lab:

10,0 mL

Rotina:

Resultado em:

Interferentes:

15 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

4

336

Coleta:

Após dieta leve, o jejum não é necessário. Caso contrário, sugere-se jejum de três horas. - Anotar na solicitação todos os medicamentos utilizados nos últimos sete dias. - Colher 2 tubos contendo, cada um, 3,5 mL de sangue em 0,35 mL de citrato de sódio 3,2%, tamponado. - Garroteamento não prolongado (máximo 1 min). - Punção a menos traumática possível. - Colher o material utilizando técnica do duplo tubo ou da dupla seringa (o material do 1º tubo NÃO será utilizado para os testes de coagulação). - Homogeneizar o sangue com o anticoagulante, imediatamente após a retirada do Vacutainer do suporte. Inverter cuidadosamente o tubo 5 vezes. Não agitar.

Interpretação:

Os inibidores do fator IX, geralmente são anticorpos da classe IgG, que podem ocorrem em pacientes com hemofilia B após tratamento para reposição de fator IX. Ocorrem em cerca de 5% dos indivíduos com hemofilia B grave (fator IX:C menor que 1%) e raramente são observados em portadores de hemofilia moderada ou leve. Indicação: Confirmação da presença de inibidor do fator IX Interpretação clínica: Os inibidores ocorrem em cerca de 5% dos indivíduos com hemofilia B grave e, mais raramente naqueles de hemofilia moderada ou leve. Sugestão de leitura complementar: Bauer KA. Current challenges in the management of hemophilia. Am J Manag Care 2015; 21(6 Suppl):S112-22. Lusher JM. Inhibitor antibodies to factor VIII and factor IX: management. Semin Thromb Hemost. 2000; 26(2):179-88.

Referência:

Inferior a 0,5 Unidades Bethesda

ATENÇÃO: Alteração do valor de referência e meto-
dologia a partir de 15/07/2019.

Valor de referência antigo:
Indetectável
Limite inferior de detecção:
menor que 0,5 Unidade Bethesda

Metodologia antiga:
Coagulométrico