IMIPRAMINA/DESIPRAMINA (TOFRANIL)

Código:

IMIN

Sinônimo:

Imipramina e desipramina.

Material:

SORO CONG LAB 890

Volume:

2,0 mL

Método:

Cromatografia Líquida de Alta Resolução (HPLC)

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

10 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Interpretação:

Uso: monitoramento terapêutico e avaliação de intoxicação por imipramina. A imipramina é um dos mais populares antidepressivos tricíclicos, sendo utilizada, entre outros, para o tratamento de agorafobia e doença do pânico. O composto é metabolizado no fígado em vários compostos, incluindo a desipramina (outro composto farmacologicamente ativo). A imipramina e a desipramina apresentam atividade anticolinérgica e antihistamínica, além de serem cardiotóxicas. A imipramina atinge picos de concentração sérica em torno de 1-2 horas (desipramina 2-6 horas), com meia vida de 9-24 horas (desipramina 15-24 horas), alcançando níveis estáveis em 2-7 dias (desipramina 3-11 dias). Diferentes dosagens podem ser preconizadas para diferentes usos (por exemplo, para doença do pânico, alguns autores preconizam níveis um pouco mais elevados), além da ampla possibilidade de interações farmacológicas (mais ocorrente em pacientes idosos, especialmente por seu metabolismo hepático), o que acentua a necessidade de dosagem nestes casos. Indicação: Principalmente relacionada ao risco de superdosagem. Interpretação clínica: A imipramina é parcialmente convertida em desipramina, sendo a soma de ambas útil no controle terapêutico. Os valores terapêuticos indicados correspondem a essa soma. Sugestão de leitura complementar: Cloridrato de imipramina. ANVISA. Disponível em http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=10099012013&pIdAnexo=1886170, consulta em 20 de outubro de 2015.

Referência:

175 a 300 ug/L
Toxicidade: Superior a 500 ug/L