HORMÔNIO ANTI-MULLERIANO

Código:

AMH

Sinônimo:

Substância Inibidora Mülleriana (MIS), MULLER

Material:

Soro Refrigerado AMH

Volume:

3,0 mL

Método:

Quimioluminescência

Volume Lab:

3,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

4 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

48

360

8640

Coleta:

Jejum não necessário. Colher a amostra entre 2° e 7° dia do ciclo ou conforme orientação médica.

Interpretação:

Durante o desenvolvimento embriogênico masculino, a secreção de hormônio anti-mulleriano (AMH) nas células de Sertoli testiculares é essencial para a regressão dos ductos Mullerianos (precursores do útero, trompas e vagina) e para o desenvolvimento normal do trato reprodutivo masculino. Nos homens, a secreção de AMH pelas células de Sertoli inicia-se durante a embriogênese e continua durante toda vida. Indicações: Sua principal indicação é na previsão de fertilidade. Outras indicações podem ser no auxilio de avaliação de diagnóstico de puberdade precoce (AMH baixo), puberdade tardia (AMH alto), síndrome de persistência do ducto Mulleriano (PMDS), suspeita de anorquia ou ectopia testicular. Também permite a avaliação dos estados intersexuais, pois é capaz de distinguir os casos de defeitos da diferenciação sexual masculina causados pela presença de testículos anormais, daqueles que possuem defeitos de secreção e/ou ação da testosterona. Também tem sido utilizado para confirmar a retirada completa de tecido gonadal tumoral após cirurgias. Interpretação clínica: Queda do AMH indica baixa fertilidade antes da subida do FSH indicando necessidade da paciente engravidar ou realizar congelamento de óvulos. Sugestão de leitura complementar: Ferraretti AP, La Marca A, Fauser BCJM, et al. ESHRE consensus on the definition of 'poor response' to ovarian stimulation for in vitro fertilization: the Bologna criteria†.Disponível em https://humrep.oxfordjournals.org/search?author1=L.+Gianaroli&sortspec=date&submit=Submit, consulta em 06 de abril de 2015.

Referência:

Feminino
Igual ou abaixo de 60 dias: 0,01 a 3,39 ng/mL
18 a 25 anos: 0,96 a 13,34 ng/mL
26 a 30 anos: 0,17 a 7,37 ng/mL
31 a 35 anos: 0,07 a 7,35 ng/mL
36 a 40 anos: 0,03 a 7,15 ng/mL
41 a 45 anos: Até 3,27 ng/mL
Igual ou acima de 46 anos: Até 1,15 ng/mL

Masculino
Igual ou abaixo de 60 dias: 15,11 a 266,59 ng/mL
Acima de 18 anos: 0,73 a 16,05 ng/mL

ATENÇÃO: Alteração do valor de referência a partir
de 04/02/2019.

Valor de referência antigo:
Homens
Crianças: 3,8 a 159,8 ng/mL
Adultos: 1,3 a 14,8 ng/mL

Mulheres
Crianças: 0,023 a 8,9 ng/mL
Adultas: 0,023 a 12,6 ng/mL
Pós Menopausa: Inferior a 0,023 ng/mL
Resposta ovariana a estimulação hormonal
Insuficiente: Inferior a 0,14 ng/mL
Reduzida: 0,14 a 0,7 ng/mL
Normal: 0,7 a 2,1 ng/mL
Alta (risco de SHO): Superior a 2,1 ng/mL

*Conversão de unidades UI:
1 ng/mL = 1 µg/L = 7,14 pMol/L