DETECÇÃO DE CITOMEGALOVIRUS

Código:

CMPCR

Sinônimo:

CMV qualitativo; detecção por PCR

Material:

Líquor infecciosos

Volume:

5,0 mL

Método:

PCR em tempo real - Sistema TaqMan (Abbott Real Time CMV)

Volume Lab:

5,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

5 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

0

72

0

Coleta:

Realizado em: plasma PPT, líquor, urina e lavado broncoalveolar. Enviar em frasco estéril.

Interpretação:

A infecção por CMV é frequente e ocasionalmente severa em adultos e crianças com deficiência imune-celular congênita ou adquirida, como pacientes com Aids, cânceres (leucemias e linfomas) e transplantados, nos quais a infecção pode ser causada pela reativação do vírus latente ou por outros vírus exógenos. A disseminação do CMV no sangue ocorre durante a infecção ativa. Sinônimos: PCR para CMV. Detecção de DNA qualitativo de CMV. Indicações: Seguimento de pacientes imunossuprimidos e transplantados Interpretação clínica: O ideal é que se utilize testes quantitativos para CMV, quando o resultado é positivo pois a maioria da população já foi infectada por CMV e o resultado qualitativo positivo pode ocorrer em indivíduos assintomáticos. A PCR qualitativa de CMV positiva no plasma correlaciona-se mais diretamente com doença. Sugestão de leitura complementar: Michael Boeckh and Guy Boivin. Quantitation of Cytomegalovirus: Methodologic Aspects and Clinical Applications.Clin. Microbiol. Rev. 1998 11: 533-554. Quantitation of Cytomegalovirus: Methodologic Aspects and Clinical Applications. Disponível em http://cmr.asm.org/cgi/reprint/11/3/533.pdf, consulta em 15 de julho de 2015.

Referência:

Não Detectado