DEHIDROEPIANDROSTERONA SULFATO - DHEA SO4 - Curva

Código:

DHEASCURVA

Sinônimo:

DHEA-SO4, DHEAS

Material:

Soro

Volume:

1,0 mL

Método:

Eletroquimioluminescência

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Ictéricia (concentrações de bilirrubina acima de 200mg/L), Hemólise (concentrações de hemoglobina acima de 375mg/dL) e Lipemia (concentrações de triglicerídeos acima de 5000 mg/dL)

36 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

0

48

1440

Coleta:

Jejum não necessário. Colher sangue de preferência pela manhã. Anotar uso de medicamento, principalmente corticosteróide. **** Importante **** Volume mínimo de 540 uL

Interpretação:

A S-DHEA é a forma sulfatada da DHEA e o principal androgênio produzido pelas suprarrenais. Está elevada após o nascimento e seus níveis decrescem durante a primeira semana de vida. Após 6 meses, atingem níveis mais baixos até voltarem a se elevar na puberdade. Se usado em provas de estímulo após ACTH, não há padrão determinado de resposta. Indicações: O exame é utilizado em crianças, principalmente no diagnóstico de adrenarca prematura e na suspeita de tumores adrenais. Em adultos, na avaliação de hirsutismo e/ou virilização. Cerca de 10% de mulheres hirsutas tem S-DHEA elevada, apesar de outros androgênios estarem normais. Interpretação clínica: Estpa elevada em condições que cursam com aumento da produção de androgênios de origem adrenal. Sugestão de leitura complementar: - Marcondes, JA. Hirsutismo: Diagnóstico diferencial. Arq Bras Endocrinol Metab. 2006; 50 (6): 1108-16. - Stewart PM. The Adrenal Cortex. In: Kronenberg HM, Melmed S, Polonsky KS, Larsen PR, editors. Williams Textbook of Endocrinology. 11th ed. Philadelphia: Saunders/Elsevier;.2008; 14: 445-503.

Referência:

0 a 7 dias: 108 a 607 µg/dL
7 dias a 1 mês: 31,6 a 431 µg/dL
1mês a 1 ano: 3,4 a 124 µg/dL
1 a 5 anos: 0,5 a 19,4 µg/dL
5 a 10 anos: 2,8 a 85,2 µg/dL

Feminino
10 a 15 anos: 33,9 a 280 µg/dL
15 a 20 anos: 65 a 368 µg/dL
20 a 25 anos: 148 a 407 µg/dL
25 a 35 anos: 98,8 a 340 µg/dL
35 a 45 anos: 60,9 a 337 µg/dL
45 a 55 anos: 35,4 a 256 µg/dL
55 a 65 anos: 18,9 a 205 µg/dL
65 a 75 anos: 9,4 a 246 µg/dL
Superior a 75 anos: 12 a 154 µg/dL

Masculino
10 a 15 anos: 24 a 247 µg/dL
15 a 20 anos: 70,2 a 492 µg/dL
20 a 25 anos: 211 a 492 µg/dL
25 a 35 anos: 160 a 449 µg/dL
35 a 45 anos: 88,9 a 427 µg/dL
45 a 55 anos: 44,3 a 331 µg/dL
55 a 65 anos: 51,7 a 295 µg/dL
65 a 75 anos: 33,6 a 249 µg/dL
Superior a 75 anos: 16,2 a 123 µg/dL

ATENÇÃO: Alteração do valor de referência a partir
de 11/11/2019.

Valor de referência antigo:
Homens - 80,0 a 550,0 ug/dL
Mulheres - 10 a 20 anos: 37,0 a 280,0 ug/dL
21 a 30 anos: 64,0 a 380,0 ug/dL
31 a 40 anos: 45,0 a 270,0 ug/dL
41 a 50 anos: 32,0 a 240,0 ug/dL
51 a 60 anos: 26,0 a 200,0 ug/dL
61 a 70 anos: 13,0 a 130,0 ug/dL
Acima de 70 anos: 10,0 a 160,0 ug/dL
Crianças 1 a 6 anos: 2,0 a 30,0 ug/dL
7 a 9 anos: 2,5 a 74,0 ug/dL
Recém nascidos* : 30,0 a 250,0 ug/dL
*Os níveis decrescem durante a primeira semana e
após 6 meses podem atingir 2,0 a 20,0 ug/dL.
OBS: Limite mínimo de Detecção: 15,0 ug/dL