COPROPORFIRINA - Fezes

Código:

PORFE

Sinônimo:

Material:

Fezes

Volume:

2,0 g

Método:

Colorimétrico

Volume Lab:

2,0 g

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

24 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

24

72

0

Coleta:

Orientações de coleta: 1 - Recolher as fezes diretamente no frasco estéril âmbar; 2 - Não coletar do vaso sanitário e não misturar com urina; 3 - Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação:

Exame utilizado no diagnóstico diferencial das porfirias e intoxicação por chumbo. As diferenças no padrão de excreção destes compostos nos diversos tipos de porfirias são usadas no diagnóstico, juntamente com os sinais clínicos. Indicações: Na ausência da determinação enzimática, a pesquisa nas fezes serve, ao lado da dosagem urinária, para a triagem dos membros da família de paciente com porfiria. Interpretação clínica: Quando elevada pode sugerir acometimento do familiar. Na porfiria variegada geralmente são observados níveis de protoporfirina superiores aos de coproporfirina (principalmente o isômero III). No entanto, as porfirinas fecais podem estar pouco elevadas na pré-puberdade ou em idosos heterozigotos. Já a predominância de coproporfirina nas fezes é mais sugestiva de CPH. São interferentes fezes coletadas no período menstrual, envelhecidas, mal conservadas, não seguimento da dieta prescrita, presença de urina ou coleta em vaso sanitário. Sugestão de leitura complementar: Prauchner CA, Emanuelli T. Porfirias Agudas: Aspectos Laboratoriais. Rev Bras Ciências Farmacêut 2002; 38(3): 250-7.

Referência:

Negativo

Metodologia desenvolvida e validada pelo
Álvaro Centro de Análises e Pesquisas Clínicas.