COPROPORFIRINA, Pesquisa - urina

Código:

COPR

Sinônimo:

Material:

Urina - Protegida da luz

Volume:

15,0 mL

Método:

Fluorescência

Volume Lab:

15,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

5 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

24

72

0

Coleta:

Orientações de coleta: 1 - Coletar preferencialmente a primeira urina da manhã ou qualquer outra micção com intervalo de no mínimo 2 horas sem urinar; 2 - Não é recomendado, realizar no período menstrual. Em casos excepcionais e nos de urgência, pode ser realizada a coleta de urina no período menstrual utilizando um tampão vaginal; 3 - Lave as mãos. Realize a higiene da região genital com material fornecido pelo laboratório; 4 - Abra a embalagem, despreze o 1º jato da urina no vaso sanitário e colete o 2º jato da urina no frasco estéril âmbar. Tampe-o bem; 5 - Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação:

Uso: diagnóstico de porfirias; diagnóstico de intoxicação por chumbo. As porfirinas são intermediários químicos da síntese da hemoglobina, mioglobina e outros pigmentos chamados citocromos. São analisadas para auxiliar no diagnóstico das porfirias, doenças que resultam de defeitos na síntese do heme (porfirinas mais ferro). O excesso destes intermediários metabólicos indica um bloqueio metabólico na síntese do heme. Várias porfirias são descritas e seu diagnóstico é realizado pela interpretação de dados clínicos e laboratoriais. Em intoxicação por chumbo os valores encontram-se aumentados. O uso de contraceptivos orais pode causar modestas elevações nas coproporfirinas. Algumas doenças também podem elevar as coproporfirinas, devido a porfirias secundárias, como em casos de insuficiência hepática.

Referência:

Negativa

Metodologia desenvolvida e validada pelo laborató-
rio de acordo com a RDC 302 de 13/10/2005,
Art. 5.5.5.1.