Coenzima Q10

Código:

COENQ10

Sinônimo:

Ubiquinol.

Material:

Soro congelado ambar EXT

Volume:

2,0 mL

Método:

Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (HPLC)

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

14 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

0

0

240

Coleta:

Enviar duas alíquotas de soro congelado em tubo de transporte âmbar com 1,0 mL. Observações: -Coletar no tubo de soro gel protegido de luz, aguardar 30 minutos para retração do coágulo, -A amostra deve ser transferida para um tubo de transporte âmbar - Devem ser congeladas imediatamente após realizar as alíquotas; - Jejum mínimo de 10 horas, o paciente poderá ingerir água nesse período. Critérios de rejeição: -Amostra sem identificação; -Amostra inadequada (hemólise ou lipemia); -Tubo de coleta danificado; -Amostra coagulada; -Contaminação evidente na amostra. -Tubo desprotegida da luz

Interpretação:

A coenzima Q10 é um co-fator lipossolúvel, presente nas vias metabólicas e essencial para a produção de energia e para o funcionamento adequado do sistema de oxidação mitocondrial. Quando essa enzima está insuficiente, a atividade de transferência de elétrons na mitocôndria diminui, resultando em redução na produção de energia. A presença de Q10 é proporcional à necessidade de energia dos tecidos. Por exemplo, o coração tem uma grande necessidade de energia e, portanto, de Q10 em suas células. Há estudos evidenciando que a suplementação oral de Q10 em pacientes com insuficiência cardíaca, cardiomiopatia e disfunção miocárdica melhora a função do músculo cardíaco. Por ser um potente antioxidante, semelhante às vitaminas C e E, essa coenzima contribui para a neutralização do excesso de radicais livres, prevenindo ou retardando a instalação de doenças degenerativas. Também reforça o sistema imunológico e retarda o processo de envelhecimento. Trata-se da identificação por cromatografia de alta performance deste nutriente que é essencial para a produção de energia célular. Sua síntese é diminuída pela inibição da via do mevalonato. Sinônimos: Ubiquinol. Indicações: Não há indicação precisa da indicação clínica da sua dosagem. Interpretação clínica: Não há estudos que definam critérios definidos para interpretação de níveis diminuídos deste analito em termos de repercussão clínica. Sugestão de leitura complementar: Alexandra Fischer, Simone Onur, Constance Schmelzer, Frank Döring. Ubiquinol decreases monocytic expression and DNA methylation of the pro-inflammatory chemokine ligand 2 gene in humans. BMC Res Notes. 2012; 5: 540-52. Richard J. Bloomer, Robert E. Canale, Cameron G. McCarthy, Tyler M. Farney. Impact of Oral Ubiquinol on Blood Oxidative Stress and Exercise Performance. Oxid Med Cell Longev. 2012. Disponívem em http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3432554/, consulta em 02 de janeiro de 2015.

Referência:

0,44 a 1,64 mg/L