CLONAZEPAM - Dosagem

Código:

CLONA

Sinônimo:

Rivotril

Material:

Soro TOX

Volume:

4,0 mL

Método:

Cromatografia Liquida de Alta Performance - HPLC

Volume Lab:

4,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

7 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

0

Coleta:

VOLUME MÍNIMO PARA ENVIO : 2 ml somente para este exame. A coleta ideal deve ser realizada imediatamente antes da administração da proxima dose. Coletar sangue total sem anticoagulante, esperar retrair o coágulo. Centrifugar, separar o soro e enviar sob refrigeração. Devem ser invformadas data e hora da ultima tomada do medicamento. Critérios de rejeição: -Amostra sem identificação; -Amostra inadequada (hemólise ou lipemia); -Tubo de coleta danificado; -Amostra coagulada; -Contaminação evidente na amostra.

Interpretação:

Útil na detecção e quantificação do benzodiazepínico clonazepam, utilizado como anticonvulsivante em alguns quadros epiléticos, incluindo a síndrome de Lennoz-Gastaut e a epilepsia acinética e mioclônica, entre outros. Pacientes em uso do medicamento que tenham hipofunção crônica renal ou hepática, bem como insuficiência cardíaca congestiva, podem apresentar níveis elevados de clonazepam sérico não esperados. Indicação: Quantificação de clonazepam no sangue Interpretação clínica: O Clonazepam é quase completamente absorvido após administração oral, tem biodisponibilidade absoluta maior do que 90%. As concentrações plasmáticas máximas são alcançadas dentro de 2-3 horas após a administração oral e é eliminado por biotransformação com eliminação subsequente de metabólitos na urina e bile. Menos que 2% inalterado é excretado na urina. Pacientes com hipofunção crônica renal ou hepática e insuficiência cardíaca congestiva podem apresentar níveis mais elevados em relação a controles. Sugestão de leitura complementar: Clonazepam. ANVISA. Disponível em http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=6735732013&pIdAnexo=1743178, consulta em 16 de fevereiro de 2015.

Referência:

Nível terapêutico: 10,0 a 80,0 ng/ml