Clonalidade d células T/TCR

Código:

CLNT

Sinônimo:

Clonalidade para células T Gama

Material:

Sangue EDTA EXT

Volume:

10,0 mL

Método:

RT-PCR

Volume Lab:

10,0 mL

Rotina:

Resultado em:

Interferentes:

11 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

48

0

Coleta:

* Coletar 4 tubo de EDTA 4mL para amostras de SANGUE OU 2 tubos para amostras de MEDULA OSSEA, (de acordo com o pedido médico). *Em casos de leucemia linfocitica aguda, enviar apenas aspirado de medula ossea. *Manter e transportar a amostra sob refrigeração. *Proteger a amostra afim de evitar contato direto com o gelo. **Enviar junto com a amostra: * REQ06051 - Requisicao Biologia Molecular Hematologia *Copia pedido médico. **Atenção** É imprescindível o envio dos documentos solicitados para a análise do exame.

Interpretação:

O teste está indicado na diferenciação de linfoproliferações T clonais vs. hiperplasias reativas, definição de linhagem em leucemias agudas indiferenciadas (linfoide T vs. B ou mieloide). Utilizam-se primers complementares aos segmentos gênicos que compõem a cadeia beta do receptor de células T. Os produtos da reação de PCR são analisados por eletroforese capilar. Neste método uma população clonal produz um pico único em contraste com uma população policlonal que, quando presente, apresenta vários picos. Em neoplasias clonais maduras de origem T, a prevalência de clonalidade e de 90%. Assim, a ausência de um pico monoclonal não e excludente para o diagnóstico de uma doença clonal de origem T.

Referência: