CLOBAZAM

Código:

CLOBA

Sinônimo:

Material:

Soro TOX

Volume:

2,0 mL

Método:

HPLC

Volume Lab:

4,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

15 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

0

Coleta:

Deve ser realizada antes da próxima dose do medicamento, .ou a critério médico.A dose de medicamento deve ser estável por pelo menos dois dias e não deve ter havido falha na tomada do mesmo. Em suspeita de intoxicação, o exame pode ser feito a qualquer momento. Critérios de rejeição: -Amostra sem identificação; -Amostra inadequada (hemólise ou lipemia); -Tubo de coleta danificado; -Amostra coagulada; -Contaminação evidente na amostra.

Interpretação:

Exame utilizado para o acompanhamento de indivíduos que fazem uso do benzodiazepínico clobazam. Empregado como ansiolítico e hipnótico e usado também no controle da epilepsia. A determinação do nível sérico de clobazam tem o objetivo de verificar se a medicação encontra-se em níveis terapêuticos ou tóxicos. Essa substância é mais bem tolerada que a maior parte dos outros benzodiazepínicos. Mesmo assim, a intoxicação se caracteriza por sonolência excessiva, tontura e desequilíbrio. Indicação: Quantificação de clobazan no sangue. Interpretação clínica: A medicação o pico máximo de concentração no plasma entre uma a quatro horas após a administração. Tem metabolismo hepático e meia-vida de formando e dezoito horas. O uso concomitante de álcool poderá aumentar em 50% a biodisponibilidade de Urbanil no organismo, aumentando assim seus efeitos, assim como o de substâncias que inibem o sistema da monooxigenase, como por exemplo cimetidina ou eritromicina, pode aumentar e prolongar a ação de clobazam. Por outro lado, carbamazepina e fenitoína podem causar um aumento na conversão metabólica do clobazam para N-desmetil clobazam. Sugestão de leitura complementar: Clobazam. ANVISA. Disponível em http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=6925632014&pIdAnexo=2172971, consulta em 16 de fevereiro de 2015.

Referência:

Nível Terapêutico: 200,0 a 500,0 ng/mL