ANTICORPOS ANTI-PLAQUETAS (IgG e IgM)

Código:

AAP

Sinônimo:

Material:

SORO CONG 890

Volume:

2,0 mL

Método:

Imunofluorescência Indireta

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

10 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

0

0

0

Coleta:

Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar. Jejum não necessário.

Interpretação:

IgG está presente em plaquetas de indivíduos não-trombocitopênicos normais e, além disso, IgG ligada à plaquetas não necessariamente é patogênica, podendo refletir ligação de imunocomplexo, ligação de IgG inespecífica ou até realmente um anticorpo anti-plaquetário com potencial para destruir as plaquetas. Alguns medicamentos podem desencadear este processo, como quinidina, alguns hipoglicemiantes orais, sais de ouro; rifampicina; trimetoprim-sulfametoxazol; ácido valproico; fenitoina; novobiocina A; aminossalicilato; metildopa; digitoxina; sulfonamidas; heparina. Indicação: Diagnóstico diferencial entre trombocitopenia de origem imune e não imune. Interpretação clínica: Negativo: anticorpos anti - plaquetas IgG ou IgM normais (indicação de que nenhum mecanismo imune está envolvido na trombocitopenia); Fracamente positivo: elevações moderadas de anticorpos anti - plaquetas IgG ou IgM (sugere que mecanismos imunes podem estar envolvidos na trombocitopenia); Positivo: elevados níveis de anticorpos anti - plaquetas IgG e IgM (mecanismos imunes estão envolvidos na trombocitopenia).

Referência:

Negativo: Título inferior a 1/10
*Fonte: Bula do fabricante