ACANTÓCITOS - Pesquisa

Código:

ACAN

Sinônimo:

Material:

Sangue total com EDTA+3 lâminas(esfregaço)sem anticoagulante

Volume:

4,0 mL + 3 lâminas

Método:

Microscopia

Volume Lab:

4,0 mL + 3 láminas

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

24 horas

Temperatura:

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Jejum não necessário. É obrigatório o envio do tubo de amostra com EDTA e de 3 lâminas com extensão sanguínea (esfregaço) sem coloração; As amostras de sangue total devem ser coletadas em tubos com EDTA e enviadas sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC evitando o contato direto com o gelo; As lâminas devem ser identificadas com o nome completo do paciente, em caso de nomes extensos abreviar as inicias do meio e inserir o primeiro e último nome; A etiqueta de código de barras deve ser colada no Porta Lâmina, na vertical; É de extrema importância o envio de apenas um paciente para cada porta lâmina; Identificações incompletas, numerações ou informações divergentes de lâmina e porta lâmina serão solicitadas recoletas.

Interpretação:

Acantócitos são hemácias espiculadas irregulares, encontradas em pacientes com deficiência congênita de beta lipoproteínas. Células semelhantes podem ser observadas em pacientes com disfunção hepato-celular grave, alcoolismo crônico, pós-esplenectomia, síndromes de mal-absorção e, menos frequentemente no hipotireoidismo avançado. Indicações: Auxílio no diagnóstico de abetalipoproteinemia e hipobetalipoproteinemia. Interpretação clínica: A presença de acantócitos no sangue periférico sugere abetalipoproteinemia ou hipobetalipoproteinemia (estando associados a hipocolesterolemia <50 mg/dl). É observada também em doença hepatocelular avançada. Sugestão de leitura complementar: Jung HH, Danek A, Walker RH. Neuroacanthocytosis syndromes. Orphanet Journal of Rare Diseases 2011; 6: 68-71 Nagappa M, Bindu PS, Adwani S, Seshagiri SK, Saini J, Sinha S, Taly AB. Clinical, hematological, and imaging observations in a 25-year-old woman with abetalipoproteinemia. Ann Indian Acad Neurol 2014; 17(1): 113- 6

Referência:

Negativo

ATENÇÃO:Alteração do valor de referência e metodo-
logia a partir de 10/10/16.

Valor de referência antigo:Negativa

Metodologia antiga: Microscopia - Coloração Giemsa