ÁCIDO FÓRMICO

Código:

AFOR

Sinônimo:

Ác.amínico,metanóico,formílico,hidrog. carboxilico

Material:

Urina final de Jornada

Volume:

20,0 mL

Método:

Cromatografia de Gases

Volume Lab:

10,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

25 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Coletar urina no final da jornada de trabalho.

Interpretação:

É um produto pode ser tóxico, podendo ser absorvido pelas vias oral, dérmica e inalatória, apresentando potencial de irritabilidade local e, possivelmente o desenvolvimento de sintomas sistêmicos. Indicações: Indicador de toxicidade pelo ácido fórmico. Interpretação clínica: Níveis urinários elevados podem significar toxicidade. Sugestão de leitura complementar: Ácido fórmico. Diponível em http://www.copenor.com.br/data/site/page/docs/ficha_seguranca/PT/FISPQ_Acido_Formico.pdf. Consulta em 21 de outubro de 201. Coelho MCSDM. O formaldeído em Ambiente laboral: Determinação do Ácido Fórmico em urina de Trabalhadores d euma Fábrica Produtora de Formaldeido. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Farmácia, Universidade do Porto 2009. Disponível em https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/20807/2/DISSERTA%C3%83O.pdf, consulte em 10 de março de 2015.

Referência:

Não expostos: Inferior a 50 mg/g Creatinina

*B.E.I.: Inferior a 80 mg/g Creatinina

*Índice de exposição biológica.


ATENÇÃO: Alteração do valor de referência a partir
de 12/03/2018.

Valor de referência antigo:
Não expostos: Inferior a 15 mg/g creatinina
IBMP*: Inferior a 80 mg/g creatinina
* IBMP: Índice Biológico Máximo Permitido