VANADIO - urina

Código:

VANAD

Sinônimo:

Material:

Urina EXT

Volume:

25,0 mL

Método:

Espectrofotometria de absorção atomica

Volume Lab:

10,0 mL

Rotina:

Resultado em:

Interferentes:

Amostra contaminada; Amostra com volume insuficiente; Amostra com frasco quebrado; Amostra sem identificação

20 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Dia

Dia

0

20

30

Coleta:

Coletar 25mL de urina final de semana laboral em frasco estéril e enviar congelada. A amostra de urina deve ser coletada após o final da semana de trabalho de cada paciente. Ou seja, não é necessário que a amostra seja coletada no sábado ou domingo, somente se a jornada de trabalho do paciente se encerrar em alguns destes dias.

Interpretação:

A toxicidade pelo vanádio é geralmente associada à exposição no trabalho na indústria. Raramente se deve à ingestão de medicamentos contendo o metal. Indicação: Avaliação do grau de exposição ao vanádio. Interpretação clínica: A maioria do vanádio ingerido não é absorvida (>85%), sendo excretada nas fezes. A excreção urinária é insignificante. A ingesta normal de vanádio varia de 6 a 20 µg/dia e níveis acima destes são passíveis de causar toxicidade.

Referência:

B.E.I*: até 50 mcg/g creatinina
*Indice de exposição biológica