TESTE DE ABSORÇÃO DA MALTOSE

Código:

TAMALTOSE

Sinônimo:

Material:

Plasma fluoretado

Volume:

1,0 mL

Método:

Hexoquinase

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

36 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Dia

Dia

Dia

1

30

365

Coleta:

Jejum não necessário - Punção venosa com cateter e repouso de 20 minutos; - Coletar amostra basal e administrar Maltose conforme quantidades a seguir : *Adulto: 50 g de Maltose diluída em água . *Criança: 2 g de Maltose diluída em água e administrada oralmente/Kg de peso. - Coletar plasma fluoretado para dosagens de glicose basal 15,30, 60 minutos após a ingestão de Maltose. Dosar glicose; - Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC. **** Importante **** Volume mínimo de 540 uL

Interpretação:

Os testes de tolerância à maltose e á sacarose são utilizados para avaliar deficiências enzimáticas intestinais. Indicações: Avaliação de deficiências enzimáticas intestinais Interpretação clínica: Deve-se considerar a diferença entre a glicemia basal e o maior valor da glicose em qualquer momento da curva. O indivíduo é considerado intolerante quando essa diferença for menor que 20 mg/dL. É um exame pouco sensível e específico que vem caindo em desuso. Sugestão de leitura complementar: Heyman MB, Committee on Nutrition. Lactose intolerance in infants, children, and adolescents. Pediatrics. 2006;118:1279-86 Kishnani PS, Chen Y-T. Defects in Metabolism of Carbohydrates. In: Kliegman: Nelson Textbook of Paediatrics, 19 th Ed, Saunders, 2011

Referência:

70,0 a 99,0

ATENÇÃO:Alteração do valor de referencia e metodo-
logia a partir de 25/06/2019
Valor de referencia antigo:
Normal : elevação de 20 a 25 mg/dl na glicemia
em relação ao tempo basal.
Deficiência : elevação inferior a 20 mg/dL
Metodologia antiga: Enzimático com Exoquinase