NOROVÍRUS RNA

Código:

NOROV

Sinônimo:

Material:

Fezes EXT

Volume:

2,0 mL

Método:

Reação em Cadeia da Polimerase-Tempo Real

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

20 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Fezes.

Interpretação:

Os Norovírus foram os primeiros agentes virais ligados à doença gastrointestinal, o desenvolvimento de técnicas moleculares voltadas ao diagnóstico dos Norovírus forneceu dados mais claros sobre o impacto epidemiológico desses vírus, os quais são, atualmente, reconhecidos não apenas como principal causa de surtos de gastroenterite não bacteriana, mas também como causa importante de gastroenterite esporádica em crianças e adultos. A transmissão se dá através da ingestão de alimentos crus manipulados por mãos infectadas, o norovírus é extremamente infeccioso e possui uma resistência que o permite permanecer sobre superfícies que receberam contato de pessoas infectadas, tornando a partilha de objetos e espaços coletivos um problema. Pode ser transmitido também por meio de água contaminada e a infecção está fortemente associada a maus hábitos de higiene. A reação em cadeia de polimerase em tempo real é o exame preferencial a ser realizado quando há suspeita de infecção gastrointestinal pelo Norovirus uma vez que este não pode ser cultivado in vitro. Indicação: Diagnóstico de infecção pelo Norovirus Interpretação clínica: O ensaio é quantitativo e detecta de 10 a 100 cópias do vírus, diferenciando os grupos I e II podendo ser realizado nas fezes ou no vômito. Sugestão de leitura complementar: Norovirus. Diagnostic Methods. Disponivel em http://www.niaid.nih.gov/topics/norovirus/Pages/Default.aspx Consulta em 15 de agosto de 2015.

Referência:

Negativo