N-METILFORMAMIDA - urina

Código:

NMFO

Sinônimo:

Dimetilformamida - NMF

Material:

Urinas cetonas pós jornada

Volume:

5,0 mL

Método:

Cromatografia Gasosa

Volume Lab:

5,0 mL

Rotina:

Resultado em:

Interferentes:

7 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

96

168

720

Coleta:

Coletar 5,0 mL de urina e enviar em tubo de transporte. Coletar urina no final da jornada de trabalho. Critérios de rejeição: -Amostra sem identificação; -Material inadequado; -Volume insuficiente; -Tubo aberto; -Contaminação da amostra; -Tubo de coleta danificado.

Interpretação:

Os efeitos adversos à exposição ocupacional (náuseas, dor abdominal, hepatomegalia e necrose hepática) podem ocorrer após inalação, absorção pela pele ou ingestão. N-METIL FORMAMIDA Urina NMFORMAUR Exame que dosa o metabólico da dimetilformamida (DMF) na urina. A DMF é utilizada como solvente industrial, na produção de fibras acrílicas, poliuretanos, tintas, resinas, couro sintético e na indústria farmacêutica. Sinônimos: Dimetilformamida; NMF Indicação: Avaliação de intoxicação à DMF Interpretação clínica: A meia-vida biológica da NMF após exposição cutânea é de 3 a 6 horas na maioria dos indivíduos. Quando o produto é inalado esta é menor. Quando do uso concomitante de tolueno a conversão de DMF para NMF está diminuída e esta última pode estar mais baixa na urina. Sugestão de leitura complementar: Käfferlein HU, Ferstl C, Burkhart-Reichl A, et al. The use of biomarkers of exposure of N,N-dimethylformamide in health risk assessment and occupational hygiene in the polyacrylic fibre industry. Occup Environ Med. 2005; 62(5):330-6.

Referência:

IBMP*/NR7: até 40 mg/g Creatinina
* IBMP: Índice Biológico Máximo Permitido