MIOCÁRDIO - Anticorpos anti

Código:

MIOCA

Sinônimo:

Anticorpos anti-miocardio, Antimúsculo cardíaco

Material:

Soro EXT

Volume:

2,0 mL

Método:

Imunofluorescencia indireta

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

15 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

0

0

Coleta:

Coletar soro.

Interpretação:

Ainda não se conhece o papel e a importância da presença anticorpos anti miocárdio, porém os mesmos podem ser observados após infarto agudo do miocárdio, na síndrome pós pericardiotomia, em síndrome de Dressler, nas cardiomegalias, hipertensão sistêmica associada à patologia autoimune e febre reumática aguda. Indicação: Auxílio na avaliação de pacientes com suspeita clínica de síndromes pós pericardiotomia e na cardiomiopatia inflamatória. Interpretação clínica: Nas síndromes de lesão do miocárdio, os anticorpos circulantes podem ser detectados em períodos de 2 a 3 semanas após a lesão em 30% dos pacientes com IAM e em 70% dos pacientes com trauma pós-cirúrgico, podendo permanecer detectáveis por 3 a 8 semanas. Anticorpos do miocárdio têm sido detectados em alguns pacientes com cardiomiopatia idiopática. Sugestão de leitura complementar: Twomey SL, Bernett GE: Immunofluorescence method for detecting anti-myocardial antibodies, and its use in diagnosing heart disease. Clin Chem 1975;21:1903-06

Referência:

Não Reagente

ATENÇÃO: Alteração do valor de referência a partir
de 26/11/2019.