IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNAS SÉRICAS

Código:

IMUNOPS

Sinônimo:

Imunofixação ,Eletroforese de imunoglobulinas

Material:

Soro Manual PROT

Volume:

3,0 mL

Método:

Imunofixação, imunoturbidimetria e nefelometria

Volume Lab:

3,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

10 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Dia

Dia

0

7

60

Coleta:

Jejum não necessário. Orientações de coleta: 1 - Coletar amostra em tubo gel; 2 - Aguardar 30 min para retração do coagulo; 3 - Realizar a centrifugação em 3.200 RPM por 12 min; 4 - Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação:

Exame utilizado na detecção de proteínas específicas monoclonais para auxiliar no diagnóstico de gamopatias, como o mieloma múltiplo, a macroglobulinemia de Waldenström e a amiloidose. Caracteriza-se pela visualização de bandas de precipitação (resultado final da imunoprecipitação de frações das imunoglobulinas). Aumento ou diminuição denotam variações das imunoglobulinas e suas cadeias, enquanto a banda monoclonal indica a presença de imunoglobulinas monoclonais. Indicação: Disgamaglobulinemia, Kappa e Lambda cadeia leve, gamopatia monoclonal, paraproteinemia(como no mieloma múltiplo), macroglobulinemia de Waldenstrom, controle de amiloidose, controle de doenças linfoproliferativas, doenças do tecido conectivo, imunodeficiências. Interpretação clínica: Caracteriza-se pela visualização de arcos de precipitação (resultado final da imunoprecipitação de frações das imunoglobulinas). Um aumento ou uma diminuição denota variações das imunoglobulinas e suas cadeias, enquanto que a deformação indica a presença de imunoglobulinas monoclonais. Portanto, pode ser utilizada na suspeita de distúrbios monoclonais. É possível a existência de imunoglobulinas monoclonais em frações mínimas, não detectadas pela técnica. As imunoglobulinas identificadas são: pré-albumina, albumina, alfa-1- glicoproteína ácida, alfa-1-antitripsina, ceruloplasmina, haptoglobina, alfa-2-macroglobulina, transferrina, C3, IgG, IgA, e IgM. É importante ressaltar que a hemólise ou as lipemias excessivas podem ocasionar interferências ao resultado. Sugestão de leitura complementar: Alejandre ME, et al. Gammapatía monoclonal de significado incierto: factores de pronóstico, evolución y riesgo. Acta bioquím. clín. latinoam. 2013; 47(1): 71-84 .

Referência:

IgG : 0 a 1 ano : 231,0 a 1411,0 mg/dL




: 1 a 3 anos : 453,0 a 916,0 mg/dL
: 4 a 6 anos : 504,0 a 1464,0 mg/dL
: 7 a 9 anos : 572,0 a 1474,0 mg/dL
: 10 a 11 anos : 698,0 a 1560,0 mg/dL
: 12 a 13 anos : 759,0 a 1549,0 mg/dL
: 14 a 15 anos : 716,0 a 1711,0 mg/dL
: 16 a 19 anos : 549,0 a 1584,0 mg/dL
: > 19 anos : 700,0 a 1600,0 mg/dL
IgM : 0 a 1 ano : 0,0 a 145,0 mg/dL
: 1 a 3 anos : 19,0 a 146,0 mg/dL
: 4 a 6 anos : 24,0 a 210,0 mg/dL
: 7 a 9 anos : 31,0 a 208,0 mg/dL
: 10 a 11 anos : 31,0 a 179,0 mg/dL
: 12 a 13 anos : 35,0 a 239,0 mg/dL
: 14 a 15 anos : 47,0 a 249,0 mg/dL
: 16 a 19 anos : 23,0 a 259,0 mg/dL
: > 19 anos : 50,0 a 300,0 mg/dL
IgA : 0 a 1 ano : 0,0 a 83,0 mg/dL
: 1 a 3 anos : 20,0 a 100,0 mg/dL
: 4 a 6 anos : 27,0 a 195,0 mg/dL
: 7 a 9 anos : 34,0 a 305,0 mg/dL
: 10 a 11 anos : 53,0 a 204,0 mg/dL
: 12 a 13 anos : 58,0 a 358,0 mg/dL
: 14 a 15 anos : 47,0 a 249,0 mg/dL
: 16 a 19 anos : 61,0 a 348,0 mg/dL
: > 19 anos : 40,0 a 350,0 mg/dL
KAPPA : 170,0 a 370,0 mg/dL
LAMBDA : 90,0 a 210,0 mg/dL