IMUNOCOMPLEXOS CIRCULANTES(C1Q-IgG)

Código:

IMUC

Sinônimo:

COMPLEXO IMUNE CIRCULANTE

Material:

Soro congelado manual

Volume:

2,0 mL

Método:

Enzimaimunoensaio

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

15 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Mes

0

24

3

Coleta:

Orientações de coleta: 1 - Coletar amostra em tubo gel; 2 - Aguardar 30 min para retração do coagulo; 3 - Realizar a centrifugação em 3.200 RPM por 12 min; 4 - Encaminhar amostra sob congelamento, de -8° a -30 ° C.

Interpretação:

Várias doenças estão associadas a altas concentrações de complexos imunes circulantes que, geralmente, cursam com consumo de complemento. imunocomplexos, como lúpus eritematoso siste. A quantificação destes auxilia no controle de tratamento e monitoração da atividade das doenças.No entanto sua utilidade clínica como indicador de atividade de doença autoimune e de lesão tecidual é pouco precisa e outros exames o têm substituído. Indicação: Pouco sensível e específico no diagnóstico e monitoração de atividade de doenças autoimunes. Interpretação clínica: Altas concentrações são observadas em doenças reumatológicas ativas, vasculites, neoplasias e doenças infecciosas. Sugestão de leitura complementar: Wilma Carvalho Neves Forte, Rafael M. Almeida, Gilberto da Silva Cairo Bizuti. Fagocitose por neutrófilos no Lúpus Eritematoso Sistêmico. Rev. Assoc. Med. Bras. 2003; 49( 1 ): 35-9.

Referência:

Negativo: menor que 4,4 ug Eq/mL
Indeterminado: 4,4 - 10,8 ug Eq/mL
Positivo: maior ou igual a 10,8 ug Eq/mL