HEPATITE B - HBeAg

Código:

HBEAG

Sinônimo:

Antígeno de nucleo-capsídeo viral

Material:

Soro

Volume:

1,0 m

Método:

Eletroquimioluminescência

Volume Lab:

1,0 m

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Hemólise e lipemia muito elevados.

36 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

2160

Coleta:

Preparo: - Jejum não necessário Recipiente: Tubo seco ou gel separador (amarelo); Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Aguardar 30 min para retração completa do coágulo. Centrifugar a amostra a 3200 rpm por 12 minutos e acondicionar corretamente. **** Importante **** Volume mínimo de 570 uL

Interpretação:

O antigeno E é produto da degradação do core que aparece durante a replicação viral. Sua presença associa-se a uma maior quantidade de vírus completo no sangue, à replicação viral ativa e a uma maior infectividade. Sem o aparecimento do anticorpo anti-HBe, sua persistência está associada à evolução para a cronicidade. Aparece logo no início da doença, quase que concomitante com o HBsAg e, em 70% dos casos, desaparece de três a quatro semanas antes dele. Foram descritos vírus da hepatite B, com mutações na região cromossômica denominada pré-core, que não produzem o HBeAg. Neste caso, a pesquisa HBeAg é negativa mesmo na presença de replicação viral ativa. Indicações: Exame auxiliar no diagnóstico de hepatite pelo vírus B Interpretação clínica: A positividade deste antígeno está associada alto grau de replicação e infectividade pelo vírus da hepatite B. Na evolução normal, surge o Anti-Hbe. Na cronificação, indica maior gravidade. Sugestão de leitura complementar: EASL International Consensus Conference on Hepatitis B. 13-14 September, 2002: Geneva, Switzerland. Consensus statement (short version). J Hepatol 2003; 38: 533-40. Lok AS, Heathcote EJ, Hoofnagle JH. Management of hepatitis B: 2000-summary of a workshop. Gastroenterology 2001; 120: 1828-53.

Referência:

Não reagente