Haemophilus influenzae DNA

Código:

HFDNA

Sinônimo:

PCR para H. influenzae

Material:

Sangue EDTA EXT

Volume:

5,0 mL

Método:

Nested PCR

Volume Lab:

5,0 mL

Rotina:

Resultado em:

Interferentes:

Sangue total EDTA congelada

20 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Dia

Dia

0

4

7

Coleta:

Coletar 1 tubo de sangue total com EDTA enviar REFRIGERADO - estabilidade 4 dias. - Amostras de LCR, lavado broncoalveolar, remitir amostra CONGELADA - estabilidade 7 dias.

Interpretação:

O Haemophilus influenzae é um dos principais agenes causadores da meningite bacterians, uma vez que, assim como outras bactérias, secreta proteases capazes de invadir a mucosa contra a Imunoglobulina A secretora. Há alguns anos está disponível a detecção de H. Influenzar por reação em cadeia da polimerase (PCR) para a detecção desta bactéria em líuqor, plasma, soro e sangue total. Indicação: Diagnóstico de infecção por H. influenzae. Interpretação clínica: Este método mostra sensibilidade próxima a 100% e pode mostra rpositividade na detecção da infecção por este patógeno, inclusive, em casos de cultura negativa. Sugestão de leitura complementar: Lu J-J, PerngC-L, Lee S-Y, Wan C-C. Use of PCR with Universal Primers and Restriction Endonuclease Digestions for Detection and Identification of Common Bacterial Pathogens in Cerebrospinal Fluid. J Clin Microbiol 2000; 38: 571-8. McCrea KW, Xie J, LaCross N et al. Relationships of Nontypeable Haemophilus influenzae Strains to Hemolytic and Nonhemolytic Haemophilus haemolyticus Strains. J Clin Microbiol 2008; 46(2): 406-16.

Referência:

Negativo

ATENÇÃO: Alteração do valor de referência a partir
de 16/01/2020.