GLICOSE-6-FOSFATO DESIDROGENASE (G6PD) - sangue total

Código:

G6PDSA

Sinônimo:

GLICOSE-6-FOSFATO DESIDROGENASE

Material:

Sangue total EDTA G6PD

Volume:

2,0 mL

Método:

Enzimático Colorimétrico

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

6 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

120

0

Coleta:

A amostra deve ser encaminhada no tubo primário (tampa roxa) com EDTA, refrigerada. Serão recusadas as amostras CONGELADAS, centrifugadas, colhidas em qualquer outro tubo de transporte ou gel separador. Enviar em tubo primário.

Interpretação:

Exame utilizado na confirmação da deficiência de G6PD total e parcial, a enzimopatia mais frequente conhecida, ocorrendo em mais de 1% a 10% de pacientes com icterícia a esclarecer no Brasil. Indicações: Confirmação de teste de triagem neonatal alterado; em recém-nascidos que apresentam icterícia persistente que não pode ser explicada por outra causa; em pacientes de qualquer idade com um ou mais episódios de anemia hemolítica; no esclarecimento de determinados casos de anemia e icterícia. Interpretação clínica: Nos heterozigotos existe grande variabilidade na atividade enzimática. Nos indivíduos com atividade deficiente o paciente provavelmente apresentará sintomas quando for submetido a estresse oxidativo. Níveis normais em homens geralmente significam baixa probabilidade de que apresente deficiência. Entretanto, se o exame foi realizado durante episódio de anemia hemolítica é repetido semanas depois, após o restabelecimento de hemácias maduras. Mulheres heterozigotas apresentam hemácias deficientes e não deficientes, sendo que o mais frequente é que os níveis de G6PD sejam normais ou quase normais e poucas apresentem sintomas. Casos raros de mulheres homozigotas apresentam diminuição significativa da atividade.

Referência:

Normal - Superior a 6,7 U/g Hb
Intermediário - Entre 2,2 e 6,7 U/g Hb
Deficiente - Inferior a 2,2 U/g Hb