FOSFATASE ÁCIDA PROSTÁTICA

Código:

FACP

Sinônimo:

PAP

Material:

Soro Acidificado

Volume:

1,0 mL

Método:

Fosfatase ácida total: Colorimétrico / Fosfatase ácida fração prostática: Cálculo

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Hemólise, Fibrina, Coágulo, Lipemia, Acondicionamento inadequado e Recipiente inadequado.

36 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Dia

Mes

8

8

4

Coleta:

1. Coleta venosa do sangue em tubo com ativador de coágulo (sugerimos o tubo gel separador); 2. Homogeneizar de 5 a 8 vezes por inversão e aguardar 30 minutos a retração do coágulo; 3. Centrifugar a amostra e separar 1,0 mL de soro imediatamente para um tubo de transporte. 4. Acidificar o soro logo após a separação com uma gota ou 30 µL de uma solução de ácido acético a 20% ou 0,8 Mol/L;5. 5. Homogeneizar por inversão e encaminhar a amostra devidamente identificada com código de barras no acondicionamento refrigerado (2 a 8°C) sem contato direto com o gelo Atenção: *Amostras que não atendam as especificações de preparo podem ser reconvocadas; *Não acidificar a amostra quando em contato com o gel separador, somente após realização da alíquota (separação do soro para o tubo de transporte); *O pH da amostra deve estar entre 0 e 6, amostras com pH acima desse valor serão reconvocadas. Estabilidade: Até 8 dias refrigerado entre 2 e 8 ºC quando devidamente acidificado. **** Importante **** Volume mínimo de 540 uL

Interpretação:

É a maior isoenzima da fosfatase ácida secretada no soro pela próstata, embora também seja detectada em outros tecidos. A baixa sensibilidade no estágio inicial da doença é um limitante ao seu uso. Indicações: Auxiliar no diagnóstico do carcinoma prostático e monitoração do tratamento. Interpretação clínica: No câncer de próstata. Os pacientes apresentam concentração sérica elevada no estágio A em apenas 0%-11%, no estágio B em 22% a 56%, no estágio C em 39% a 77% e no estágio D em 58% a 80% dos pacientes. Aproximadamente 2% dos indivíduos saudáveis e 10% dos pacientes com hiperplasia prostática benigna têm concentrações elevadas no soro. Além do adenocarcinoma de próstata, pode estar elevada na leucemia mielocítica, na doença de Gaucher, na prostatite e na retenção urinária. Seus resultados sofrem interferência de manipulação prostática. Sugestão de leitura complementar: Muniyan S, Chaturvedi NK, Dwyer JG, et al. Human prostatic acid phosphatase: structure, function and regulation. Int J Mol Sci 2013; 14:10438-64. Zhang J, Dong M, Hu X, et al. Prostatic adenocarcinoma presenting with metastases to the testis and epididymis: A case report. Oncol Lett 2016;11(1):792-4.

Referência:

Fosfatase acida total
normal : < 6,5 U/L
Fosfatase acida fraçao prostatica
normal : < 2,6 U/L