ELASTASE PANCREÁTICA - Fezes

Código:

ELASTAF

Sinônimo:

Material:

Fezes EXT

Volume:

5,0 g

Método:

Enzimaimunoensaio

Volume Lab:

5,0 g

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

30 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Dia

Ano

0

7

1

Coleta:

Recomenda-se o envio da amostra ao final do desarranjo intestinal.

Interpretação:

Elastase-1 fecal (EL-1) é uma pesquisa e quantificação não invasiva realizada nas fezes utilizada na avaliação da função pancreática exócrina. Indicações: Avaliação da função pancreática exócrina. Interpretação clínica: A insuficiência pancreática exócrina e sua intensidade podem ser estimadas pela atividade da EL-1 fecal. Para um valor de referência de 200 ug/g de fezes, a concentração da EL-1 fecal inferior a 100 ug/g fezes geralmente está associada a insuficiência pancreática grave. Em relação à associação com a mutação genética, nos homozigotos a concentração da EL-1 fecal < 100 ug/g fezes < 100 ug/g é observada em 100% dos pacientes homozigotos para a mutação delta F508 e em torno de 82% de heterozigotos para a mesma mutação. Nos casos de fezes diarreicas, o valor obtido pode estar falsamente diminuído, devido ao elevado conteúdo aquoso. Nesses casos, recomenda-se a realização de novo exame após o término do período diarréico. Sugestão de leitura complementar: Gonzales ACS. Avaliação da insuficiência pancreática pelo teste elastase-1 fecal em pacientes pediátricos com fibrose cística portadores da mutação DF508. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente. 2010. Lüth S, Teyssen S, Forssmann K, Kölbel C, Krummenauer F, Singer MV. Fecal elastase-1 determination: 'gold standard' of indirect pancreatic function tests? Scand J Gastroenterol 2001;36(10):1092-9.

Referência:

Insuficiência pancreática exócrina grave:
Inferior a 100 µg/g

Insuficiência pancreática exócrina leve a moderada
100 a Inferior a 200 µg/g

Normal: Igual ou Superior a 200 µg/g

Nota: O valor obtido pode estar falsamente dimi-
nuído, devido ao alto conteúdo aquoso em fezes
diarreicas. Nesses casos, recomenda-se a realiza-
ção de novo exame após o termino do período diar-
reico.

ATENÇÃO: Alteração do valor de referência a partir
de 17/02/2020 e da metodologia em 20/02/2020.