DETECÇÃO DE PARVOVÍRUS B19

Código:

PVPCR

Sinônimo:

PCR parvovirose; Detecção de eritrovirus humano

Material:

Sangue EDTA - Biomol

Volume:

5,0 mL

Método:

PCR em Tempo Real - Sistema TaqMan

Volume Lab:

5,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

5 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Realizado em: sangue total com EDTA, aspirado de medula óssea com EDTA, líquido amniótico e restos ovulares (frasco estéril). Plasma PPT.

Interpretação:

O parvovírus B19 é um DNA vírus capaz de causar desde eritema até lesão grave de medula óssea ou morte fetal. É capaz de destruir as células precursoras eritróides, comprometendo a produção de glóbulos vermelhos e causar crise aplástica transtória em pacientes com anemias hemolíticas crônicas, como é o caso de pacientes portadores de anemia falciforme. Em pacientes imunocomprometidos, a infecção por este vírus pode levar à falência eritropoiética. Em pacientes transplantados, a anemia aplástica, causada pela infecção por este patógeno contribui para vários dos casos de rejeição. Os vírus estão presentes no sangue e nas secreções respiratórias de doentes viremicos, sendo o contato direto o modo preferencial de transmissão. Indicações: A identificação por PCR é indicada em pacientes com imunocomprometimento , que não produzem anticorpos adequadamente. Interpretação clínica: A positividade sugere infecção por parvovirus em pacientes imunodeprimidos cujos anticorpos foram negativos. Em imunocompetentes é usado em conjunto com os anticorpos IgG e IgM como indicador prognóstico da doença e para seguimento de eventual terapia. Sugestão de leitura complementar: Daniilidis A, Sidiropoulos K, Panna ZD, et al. Association of fetal loss with recent parvovirus infection and other demographic prognostic risk factors. J Obstet Gynaecol 2014;34(1):40-4. Klingel K, Selinka HC, Sauter M, et al. Molecular mechanisms in enterovirus and parvovirus B19 associated myocarditis and inflammatory Cardiomyopathy. European Heart Journal Supplements 2002; 4 (Supplement I): I8-22.

Referência:

Não Detectado