CROMATOGRAFIA DE OLIGOSSACARÍDEOS QUALITATIVA, urina

Código:

CROMAOLIS

Sinônimo:

Material:

Urina EXT

Volume:

50,0 mL

Método:

Cromatografia em camada delgada

Volume Lab:

50,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

45 dias

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Mes

0

0

6

Coleta:

Coletar 30,0 mL de urina, congelar e enviar em frasco estéril.

Interpretação:

As oligossacaridoses são um grupo de doenças de depósito lisossômicas caracterizadas por defeitos na degradação de glicoproteínas devido a deficiência de enzimas lisossomais específicas para cada desordem. A cromatografia em camada delgada, assim como outros testes de triagem, pode direcionar a outros exames posteriores de confirmação para o diagnóstico específico de oligossacaridoses. Indicação: Triagem para oligossacaridoses. Interpretação clínica: Método de análise em urina para identificar qualitativamente o perfil da excreção aumentada de oligossacarídeos. Em oligossacaridoses estes estão aumentados em relação ao valor de referência. Sugestão de leitura complementar: Assis DReis, Beheregaray APCosta, Pires RF, et al. Excreçäo de oligossacarídeos em indivíduos com Doença de Gaucher tipo 1 / Oligosaccharide excretion in subjects with Gaucher Disease type 1. Rev. Bras. Anal. Clin 2000;32(1):39-41. Pereira Sandra J, Berditchevisky Célia R, Marie Suely KN. Relato do primeiro paciente brasileiro com a forma infantil da doença de Pompe tratado com alfa-glicosidase recombinante humana. J. Pediatr. 2008; 84(3): 272-5.

Referência:

Padrão Normal

ATENÇÃO: Alteração da metodologia a partir de
15/08/2018.

Metodologia antiga:
Cromatografia em papel