COMPLEMENTO C5

Código:

COMC5

Sinônimo:

Material:

Soro congelado EXT

Volume:

2,0 mL

Método:

Nefelometria

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

20 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Dia

Dia

0

2

30

Coleta:

Interpretação:

C5 é uma (1-globulina com estrutura similar a C3 e C4). A ativação do complemento por qualquer via promove a clivagem de C5, produzindo C5a que é um potente anafilactóide e fator quimiotáxico, e C5b que possui características hidrófobas, ligando-se às superfícies lipídicas iniciando o complexo de ataque à membrana. A função de C5 pode ser medida usando-se hemácias de carneiro sensibilizadas. A deficiência congênita está associada a infecções de repetição (freqüentemente por Neisseria meningitidis) e sintomas de LES. A deficiência por consumo de complemento é devida a infecções bacterianas, trauma, queimaduras, doenças hepáticas, uremia ou terapia esteróide com altas doses Avaliação de algumas doenças autoimunes como indicadores de atividade da doença. Sinônimos: C1Q, C2, C3, C4, C5 Indicações: Detecção de deficiência ou consumo de componentes do complemento. Interpretação clínica: Em alguns pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES) C1q pode estar claramente baixo, apesar de discreta alteração dos outros componentes. Uma limitação do exame é o fato de sua detecção poder ser encontrada sem que isso signifique processo de doença. No LES a diminuição de C2 pode ser anterior às do complemento total e dos outros componentes, podendo prever, precocemente, a reagudização da doença. A deficiência de C3 é característica de doenças tipicamente consumidoras do complemento e em infecções recorrentes. A deficiência de C4 é característica do LES. A deficiência congênita está associada a infecções de repetição, (frequentemente por Neisseria meningitidis e sintomas de LES. Sugestão de leitura complementar: Doria A, Iaccarino L, La Montagna G, Mathieu A, Piga M, Galeazzi M, Iuliano A, Maurel F, Garofano A, Perna A, Porcasi RO.Clinical profile and direct medical cost of care of adults presenting with systemic lupus erythematosus in Italy.Clin Exp Rheumatol 2015; 25, in press. Janeway CA, Travers P, Walport M, Shlomchik MJ. Imunobiologia: O sistema imune na saúde e na doença. 6ª Ed. Porto Alegre. Artmed. 2007.

Referência:

7 a 18 mg/dL