COBRE URINÁRIO PÓS JORNADA

Código:

COBRU1

Sinônimo:

Material:

Urinas metais pós jornada

Volume:

5,0 mL

Método:

ICP-MS (Plasma Indutivamente Acoplado ao Espectrometro de Massa)

Volume Lab:

50,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

4 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

96

0

Coleta:

Coletar 50 mL de urina, jato médio, no final de jornada de trabalho em frasco descartável. Enviar uma aliquota em tubo transporte.

Interpretação:

A principal utilidade deste exame está no diagnóstico da doença de Wilson, alteração primária do seu metabolismo de herança autossômica recessiva. Sinônimos: Cu no sangue ou na urina Indicação: Diagnóstico da doença de Wilson, acompanhamento da adesão e eficácia do tratamento; Diagnóstico de deficiência ou intoxicação pelo Cu. Interpretação clínica: O Cu no sangue também o metal ligado à ceruloplasmina. Caso esta esteja muito baixa o Cu pode estar falsamente diminuído. O Cu na urina está elevado em praticamente todos os pacientes sintomáticos. Sugestão de leitura complementar: Prista J, Uvs AS. A utilização de indicadores biológicos em Saúde Ocupacional. Rev Port Saude Publ 2006;6:45-54.

Referência:

até 50 ug/g de creatinina

Metodologia desenvolvida e validada pelo laborató-
rio de acordo com a RDC 302 de 13/10/2005, Art.
5.5.5.1.

ATENÇÃO: Alteração da unidade de medida do teste
a partir de 10/06/2019.

Unidade antiga: mg/g creat.