COBALTO SÉRICO

Código:

COBAL

Sinônimo:

Material:

Soro - tubo Trace

Volume:

2,0 mL

Método:

ICP-MS (Plasma Indutivamente Acoplado ao Espectrometro de Massa)

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

5 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Jejum não obrigatório. Coletar a amostra em tubo tipo Trace sem aditivo. Transferir o soro obtido para outro tubo tipo Trace. Enviar o material refrigerado ao laboratório. 1ª Opção de Coleta: Coletar das amostras de sangue em Tubo Trace Sem Aditivo da BD (Ref. 368380) - Aguardar a retração de coágulo; - Centrifugar a amostra e transferir por inversão para um Tubo de Tampa Branca da GREINER - (GBO) Z No Additive de 3mL (Ref. 454241) ou de 6 mL (Ref. 456001). 2ª Opção de Coleta: - Coleta em Tubo de Tampa Branca da GREINER - (GBO) Z No Additive de 9mL (Ref. 455001) ou 6 mL (Ref. 456001); - O tubo deve ser colocado em banho maria ou estufa logo após a coleta para retração do coágulo; - Aguardar a completa retração de coágulo em estufa ou banho-maria a 37ºC por no mínimo 2 horas; - Centrifugar a amostra e transferir por inversão para um Tubo de Tampa Branca da GREINER - (GBO) Z No Additive de 3mL (Ref. 454241) ou de 6 mL (Ref. 456001); Encaminhar a amostra sob o acondicionamento Refrigerado (2 a 8 ºC) sem contato direto com o gelo. Critérios de rejeição: - Amostra sem identificação; - Amostra inadequada (hemólise ou lipemia); - Tubo de coleta danificado; - Amostra coagulada; - Contaminação evidente na amostra.

Interpretação:

Exame realizado no sangue ou na urina visando avaliar toxicidade pelo cobalto (Co). Também é utilizado como 60Co na cobaltoterapia em substituição ao rádio no tratamento de alguns tipos de câncer. É também utilizado no tratamento da intoxicação por cianeto como CoEDTA (Comission of European Communities Industrial Health and Safety, 1987). Sinônimos: Co no sangue ou na urina Indicação: Avaliação de toxicidade pelo Co; Avaliação de deficiência de Co Interpretação clínica: A dosagem de Co urinário é o indicador biológico mais recomendado para monitorar a exposição de Co no ambiente de trabalho e tem Índice Biológico Máximo permitido (IBMP) inferior a 15,0 mcg/L. Sugestão de leitura complementar: Alves ANL, Della Rosa HV. Exposição ocupacional ao cobalto: aspectos toxicológicos. Rev Bras Ciências Farmac 2003; 39(2): 129-39.

Referência:

Até 1,0 ug/L
*Fonte: Bula do fabricante