CITOSOL HEPÁTICO TIPO 1, AUTO-ANTICORPOS

Código:

ACITO

Sinônimo:

Hepatite Auto-imune Tipo II; Anticorpos Anti-LC1

Material:

Soro EXT

Volume:

2,0 mL

Método:

Imunofluorescência Indireta e Imunodifusão Dupla

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

15 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

7

168

2160

Coleta:

Este exame não necessita de preparo. Colher sangue em 1 tubo de 4 mL, com gel separador. Aguardar 30 minutos. Centrifugar por 10 minutos. Aliquotar 2 mL de soro. Volume mínimo: 1,0 mL. Enviar refrigerado.

Interpretação:

O auxílio ao diagnóstico das doenças hepáticas autoimunes pode ser feito com a pesquisa de autoanticorpos que estão presentes na maioria dos casos de hepatite autoimune e de cirrose biliar primária, sendo os principais autoanticorpos associados: anticorpos anti núcleo, anti músculo liso, anti actina, anti LKM, anti mitocôndria, anti SLA e anti LP. Como os anticorpos anti microssomais do fígado e rim (anti LKM-1), os anticorpos anti LC1 são também considerados como marcadores de hepatite autoimune do tipo 2, entidade que acomete, predominantemente, pacientes do sexo feminino na faixa de 2 a 14 anos de idade, e tem seguimento com altos níveis de gamaglobulinemia e com acentuada tendência ao desenvolvimento de cirrose com baixa resposta à terapia com corticoides, mas com boa resposta a imunossupressores. Normalmente não há coexistência de anticorpos anti LKM com os autoanticorpos que são característicos da hepatite autoimune do tipo 1 (anti núcleo, anti músculo liso e anti actina). Indicação: Na avaliação de doenças hepáticas de etiologia desconhecida, bem como marcadores de hepatite autoimune do tipo 2. Interpretação clínica: Assim como a presença de anticorpos anti LKM, a presença de anticorpos anti citosol hepático também é consistente com um diagnóstico de hepatite autoimune do tipo 2, sendo que em cerca de 10% dos casos são o único achado. Podem também ser detectados em alguns indivíduos portadores do vírus da hepatite C, porém, nesses em baixos títulos. Sugestão de leitura complementar: Czaja AJ, Homburger HA: Autoantibodies in liver disease. Gastroenterology 2001;120:239-49

Referência:

Não Reagente

Método desenvolvido e validado pela área de
Análises Clínicas.