Citoquímica para Ferro

Código:

CITOFE

Sinônimo:

Ferro - medula óssea

Material:

Medula Óssea

Volume:

2 lâminas

Método:

Citoquímica

Volume Lab:

2 lâminas

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Amostra hemodiluída, contaminação com outros materiais, coloração

2 dia(s)

Temperatura:

Ambiente

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

0

0

Coleta:

Não é necessário jejum. Acondicionamento para transporte em caçapa de plástico em temperatura ambiente (15-25ºC). As lâminas devem vir identificadas com as iniciais do nome do paciente. DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS: ATENÇÃO: Enviar cópia do Pedido Médico.

Interpretação:

Os glóbulos vermelhos ou hemácias são formados na medula óssea a partir de precursores eritróides, sendo que o ferro é elemento essencial das hemácias. O ferro está inserido na molécula de hemoglobina, que é responsável em transportar oxigênio aos tecidos. O ferro medular é útil no diagnóstico diferencial de anemias: anemias por deficiência de ferro das anemias em que há aumento do depósito de ferro (anemia sideroblástica, anemia refratária com sideroblastos em anel e anemia de doença crônica). O ferro medular também é de grande auxílio na investigação e diagnóstico de hemossiderose. Referências: - Dacie SJV, Lewis SM. Practical Haematology, 8th ed. Churchill Livingstone. Edinburgh, 1995. - Jacobs DS, et al. Laboratory Testes Handbook, Lexi-comp Inc, USA, 1996. Método: Consiste em demonstrar a presença de ferro através de reação citoquímica. O ferro da hemossiderina é liberado pelo ácido diluído. A combinação de ferro inorgânico com ferrocianteto de potássio em solução ácida forma ferrocianeto férrico de coloração azul da Prússia. Interpretação (PT-3330-CL): Quantificaçao subjetiva de ferro intersticial: - Ausente/diminuído: anemia ferropriva - Aumentado: anemia sideroblástica, síndrome mielodisplásica, anemias hemolíticas, anemia de doença crônica e hemossiderose. Quantificação e padrão de distribuição de ferro no eritroblasto: a) Sideroblastos: Menor que 30%: anemia ferroriva Acima de 40%: anemias hemolíticas, anemia de doença crônica e hemossiderose. b) Sideroblastos em anel: presente - Anemia sideroblástica hereditária

Referência:

Ferro medular:
Sideroblastos em anel: 0 %
Sideroblastos: de 30 a 40 %
Ferro intersticial: Escasso ou moderado

ATENÇÃO: Alteração da metodologia a partir de
20/01/2020.