CHAGAS - Anticorpos IgG

Código:

CHAGA

Sinônimo:

Sorologia para doença de Chagas

Material:

Soro

Volume:

1,0 mL

Método:

Imunoensaio Quimioluminescente de Micropartículas / Imunofluorescencia Indireta

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Hemólise, lipemia e bilirrubinemia muito elevados.

48h

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

120

720

Coleta:

Jejum não necessário. Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação:

Os anticorpos contra Tripanosoma cruzi surgem logo após a infecção, atingem níveis elevados e podem persistir, juntamente com a infecção, durante muitos anos, embora o parasita esteja localizado dentro das células do hospedeiro. Recomenda-se mais de um teste para o diagnóstico e valoriza-se, para fins diagnósticos, a pesquisa de anticorpos específicos positiva em todos os testes utilizados. Quando a reação é positiva somente em um dos métodos a valorização do resultado dependerá dos antecedentes epidemiológicos, exame físico e exames complementares como eletrocardiograma e RX. Indicação: Auxílio no diagnóstico da doença de Chagas. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) devem ser avaliados dois métodos diferentes para o diagnóstico laboratorial de doença de Chagas. A IgM é utilizada no diagnóstico da fase aguda da doença. Interpretação clínica: Valoriza-se, para fins diagnósticos, a pesquisa de anticorpos específicos positiva em todos os testes utilizados Pode haver reação cruzada com o antígeno da Leishmania.

Referência:

Não Reagente - Ausência de anticorpos
Reagente - Presença de anticorpos

Confirmatória Imunofluorescência (IFI):
Não reagente - Ausência de anticorpos
Reagente - > ou = 1/40, indica a presença de anti-
corpos IgG, significa uma infestação pregressa ou
atual, observar IgM. Metodologia desenvolvida e
validada pelo Alvaro Centro de Análise e Pesquisas
Clínicas.

O CMIA substitui os métodos de hemaglutinação
passiva e Enzimaimunoensaio(IgG). Resultados
Indeterminados/Reagentes serão confirmados pela
técnica de Imunofluorescência Indireta (IgG).

ATENÇÃO:
- CMIA Inconclusivo com IFI (IgG) Não Reagente:
Resultados discordantes entre o teste Imunoensaio
Quimioluminescente de Micropartículas e Imunofluo-
rescência Indireta podem representar reação falso-
positiva ou amostra com baixa reatividade.
- CMIA Reagente com IFI (IgG) Não Reagente:
Estes resultados devem ser analisados em conjunto
com dados epidemiológicos e clínicos. Sugerimos a
critério médico a repetição do exame em 30 dias.
- CMIA Não Reagente: não é aplicável a realização
do exame confirmatório por IFI.
*Estes resultados devem ser analisados em conjunto
com dados epidemiológicos e clínicos.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde),
preconiza-se que resultados Reagentes/Indetermi-
nados devem ser avaliados por dois métodos dife-
rentes para o diagnóstico laboratorial de doença
de Chagas.