ANTIESTREPTOLISINA O

Código:

ASO

Sinônimo:

ASO, ASLO

Material:

Soro

Volume:

1,0 mL

Método:

Imunoturbidimetria

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Hemólise e lipemia atuam como interferentes;

24 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Preparo: - Jejum não necessário - Em crianças pequenas recomenda-se a coleta antes da próxima alimentação Recipiente: Tubo seco ou gel separador (amarelo); Coleta: Realizar coleta utilizando material e recipiente adequados. Aguardar 30 min para retração completa do coágulo. Centrifugar a amostra a 3200 rpm por 12 minutos e acondicionar corretamente. **** Importante **** Volume mínimo de 540 uL

Interpretação:

Exame utilizado no diagnóstico das infecções pelo Estreptococo beta hemolítico do grupo A, que produz, entre outras proteínas, a estreptolisina O, que induz á síntese destes anticorpos específicos. Indicação: Diagnóstico de infecção pelo Estreptococo beta hemolítico do grupo A Interpretação clínica: Títulos altos ou ascendentes indicam provável infecção aguda. Se permanentemente elevados podem indicar ter havido exposição prévia ao Estreptococo e sua diminuição pode demorar até um ano principalmente se houverem complicações como febre reumática e glomerulonefrite. Os valores de ASLO devem também ser relacionados à idade do paciente. O uso de corticosteroides tende a diminuis o resultado. Sugestão de leitura complementar: Chiller K, Selkin BA, Murakawa GJ: Skin microflora and bacterial infections of the skin. J Invest Dermatol Symp Proc 2001; 6:170-4. Sen ES, Ramanan AV. How to use antistreptolysin O titre. Arch Dis Child Educ Pract Ed 2014; 99(6):231-8.

Referência:

CRIANÇAS IDADE PRÉ-ESCOLAR: <= 100 IU/mL
CRIANÇAS IDADE ESCOLAR: <= 250 IU/mL
ADULTOS: <= 200 IU/mL