ANTI-FILAGRINA E PROFILAGRINA, AUTO-ANTICORPOS

Código:

FILAG

Sinônimo:

Anticorpos Anti-Profilagrina, Anti-queratina

Material:

Soro EXT

Volume:

1,0 mL

Método:

Imunofluorescência Indireta

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Resultado em:

Interferentes:

Hemólise, lipemia, icterícia.

15 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

8

168

2160

Coleta:

Jejum não necessário. - Coletar sangue total sem anticoagulante em 1 tubo Soro-Gel ou com Ativador de Coágulo. - Aguardar 30 minutos e centrifugar a amostra. - Enviar no mínimo 1,0 mL de soro refrigerado.

Interpretação:

A Artrite Reumatoide (AR) é uma das doenças sistêmicas de etiologia autoimune e de ocorrência em adultos das mais comuns em todo o mundo, possuindo critérios diagnósticos muito bem estabelecidos, destacando os baseados no Colégio Americano de Reumatologia. Os anticorpos antifilagrina e antiprofilagrina fazem parte de um sistema de anticorpos dirigidos contra resíduos citrulinados, que podem ser detectados em três tipos de testes: antifilagrina, antiprofilagrina e antipeptídeo citrulinado cíclico. A filagrina e a profilagrina são utilizadas por serem ricas em resíduos citrulinados. Um mesmo soro não necessariamente irá reagir nos três tipos de teste, porque cada um dos substratos utilizados apresenta epítopos exclusivos, podendo os autoanticorpos de um determinado soro reconhecer epítopos peculiares a apenas um ou dois desses substratos. Os anticorpos antifilagrina ocorrem em 45% dos pacientes com AR e têm especificidade próxima a 100%. Já os anticorpos antiprofilagrina também são conhecidos como antifator perinuclear e ocorrem em 75% dos pacientes com AR, tendo especificidade de 85%. Títulos acima de 1/40 têm especificidade próxima a 100%. Podem ocorrer precocemente no curso da mesma, quando ainda não surgiram os fatores reumatoides. Indicação:Como teste auxiliar ao diagnóstico da Artrite Reumatoide. Interpretação clínica:A pesquisa de Anti Filagrina é realizada por IFI tendo o estrato córneo de esôfago de rato como substrato de reação, apresentando sensibilidade de 46 a 55% e especificidade de 94 a 98%. Já na pesquisa de Anti Profilagrina também é realizada por IFI tendo como substrato de reação células de mucosa oral humana, títulos superiores a 1/10 são considerados reagentes, sendo que títulos superiores a 1/80 são quase que exclusivos de AR. A sensibilidade do ensaio é de 75 a 85% e a especificidade de 85 a 90%. Sugestão de leitura complementar: Bizzaro N. Antibodies to citrullinated peptides: a significant step forward in the early diagnosis of rheumatoid arthritis. Clin Chem Lab Med. 2007; 45 (2) :150-7. Copple SS, Giles SR, Jaskowski TD, Gardiner AE, Wilson AM, Hill HR. Screening for IgG antinuclear autoantibodies by HEp-2 indirect fluorescent antibody assays and the need for standardization. Am J Clin Pathol. 2012; 137 (5) :825-30.

Referência:

Filagrina, Auto-anticorpos:

Não Reagente
diagnóstico de artrite reumatóide.
Método: Imunofluorescência Indireta em estrato
côrneo de esôfago de rato.

Este teste apresenta uma sensibilidade de 46-55%
e uma especificidade de 94-98% para o dignóstico
de artrite reumatóide.

Profilagrina, Auto-anticorpos:
Não Reagente : Inferior a 1/10
Fracamente Reagente : 1/10 a 1/20
Moderadamente Reagente : 1/40 a 1/80
Fortemente Reagente : Superior a 1/80

Método: Imunofluorescência indireta em células da
mucosa oral humana.

Este teste apresenta uma sensibilidade de 75-85%
e uma especificidade de 85-90% para o diagnóstico
de artrite reumatóide. Títulos acima de 1/80
ocorrem quase que exclusivamente na artrite
reumatóide.
Todas as associações clínicas dos auto-anticorpos
devem ser valorizadas de acordo com o quadro
clínico de cada paciente.

Método desenvolvido e validado pela área de
Análises Clínicas.