ACTH - HORMÔNIO ADRENOCORTICOTRÓFICO

Código:

ACTH

Sinônimo:

Hormônio adrenocorticotrófico, corticotrofina

Material:

Plasma Congelado ACTH

Volume:

1,0 mL

Método:

Eletroquimioluminescência

Volume Lab:

1,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Ictéricia (concentrações de bilirrubina acima de 200mg/L), Hemólise (concentrações de hemoglobina acima de 512mg/dL) e Lipemia (concentrações de triglicerídeos acima de 5000mg/dL)

7 dia(s)

Temperatura:

Congelado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

4

720

Coleta:

A coleta deve ser feita preferencialmente até duas horas após o horário habitual de o cliente acordar; Jejum não necessário; Após a coleta em tubos com EDTA, centrifugar imediatamente), separar o plasma e transferir para tubo plástico; Congelar imediatamente; Encaminhar amostra sob congelamento, de -8° a -30 ° C. **** Importante **** Volume mínimo de 600 uL

Interpretação:

A dosagem desse hormônio é útil no diagnóstico diferencial da insuficiência adrenal (IA) e da síndrome de Cushing (SC). A dosagem de ACTH também pode ser utilizada no acompanhamento de portadores de hiperplasia de suprarrenal por hiperplasia adrenal congênita. Indicações: Diagnóstico de IA e de SC Interpretação clínica: A disponibilidade de ensaios sensíveis e específicos para o ACTH tem facilitado a classificação da IA em primária (IAP) ou secundária (IAS). Baixa concentração sérica de cortisol determinada simultaneamente com níveis elevados de ACTH pela manhã, ? 100 pg/mL, é sugestiva de IAP. Por outro lado, níveis basais baixos de cortisol com níveis inapropriadamente baixos de ACTH, ? 20 pg/mL, sugerem IA secundária ou terciária. No diagnóstico diferencial da SC valores muito baixos sugerem doença adrenal primária (adenoma ou carcinoma) enquanto níveis elevados associados ao hipercortisolismo, sugerem a possibilidade de SC ACTH dependente, seja em consequência de tumor hipofisário produtor de ACTH ou sua produção ectópica por tumores (principalmente de pulmão), em que os níveis desse hormônio se mostram usualmente bastante altos. Sugestão de leitura complementar: Lynnette K. Nieman, Beverly M. K. Biller, James W. Findling, et al. The Diagnosis of Cushing's Syndrome: An Endocrine Society Clinical Practice Guideline. Disponível em http://press.endocrine.org/doi/abs/10.1210/jc.2008-0125, consulte em 04 de março de 2015. Stefan R. Bornstein.Predisposing Factors for Adrenal Insufficiency. N Engl J Med 2009; 360:2328-39.

Referência:

Até 46,0 pg/mL