ÁCIDO LÁTICO - LCR

Código:

ACLAL

Sinônimo:

Lactato

Material:

Líquor bioquímica

Volume:

2,0 mL

Método:

Líquor bioquímica

Volume Lab:

2,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

48 horas

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Dia

Dia

8

14

30

Coleta:

Orientações de coleta: 1 - Coleta realizada por procedimento médico. 2 - Enviar o material sob refrigeração (2ºC a 8ºC). 3 - O envio de amostra de líquor para este exame poderá ser feito em tubo de transporte, exceto quando cadastrado juntamente com exames de microbiologia, que obrigatoriamente deverá ser enviado no frasco original. **** Importante **** Volume mínimo de 540 uL

Interpretação:

A determinação do ácido láctico pode ser útil na diferenciação de meningites por bactérias, fungos ou micobactérias das meningites virais. O aumento do lactato está intimamente associado a baixos níveis de glicose (meningite bacteriana). Seus níveis se elevam nas meningites bacterianas, motivo pelo qual o ácido láctico pode ser usado como exame complementar no diagnóstico diferencial de meningites não-bacterianas. Níveis elevados também são detectados na meningite tuberculosa, acidentes vasculares cerebrais, hemorragia intracraniana, epilepsia, outras doenças do sistema nervoso central e nas primeiras duas semanas de vida de recém-nascidos. Indicação: Auxilia no diagnóstico diferencial das meningites Interpretação clínica: Nas meningites virais, o ácido láctico raramente excede 25mg/dL a 30mg/dL. Em contraste, nas outras formas de meningite, costuma estar presente em níveis superiores a 35mg/dL. Sugestão de leitura complementar: Dimas, LF, Sohler M P. Exame do líquido cefalorraquidiano: influência da temperatura, tempo e preparo da amostra na estabilidade analítica. J Bras Patol Med Lab 2008; 44(2): 97-106. Exteckoetter R. Meningites. Um Estudo Laboratorial na Cidade de Cascavel - Paraná. Dissertação. Bacharelado em farmácia. Curso de Farmácia, Faculdade Assis Gurgacz - FAG, 2015, disponível em http://www.fag.edu.br/upload/graduacao/tcc/55cb8954caf9a.pdf, consulta em 17 de dezembro de 2015.

Referência:

1,2 a 2,1 mmol/L