ÁCIDO HOMOVANÍLICO - urina 24h

Código:

AHOMO

Sinônimo:

HVA

Material:

Urinas vanilmandélico metanefrinas 24h

Volume:

5,0 mL

Método:

Cromatografia Líquida de Alto Desempenho (HPLC)

Volume Lab:

20,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

5 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

168

720

Coleta:

Para a determinação de ácido homovanílico, a amostra deve ser coletada em frasco limpo. Utilizar 10 mL (frasco de 1L) ou 20 mL (frasco de 2L) de HCL 25%. É importante, além de um rótulo com aviso de que o frasco contém ácido clorídrico, colocar um aviso em letras grandes CUIDADO . A coleta deverá ser feita em um frasco intermediário antes de depositar no frasco com conservante.Enviar aliquota em tubo transporte. Preferencialmente não realizar no período menstrual. Em casos excepcionais e nos de urgência, pode ser realizada a coleta de urina menstruada utilizando-se um tampão vaginal. Três (3) dias antes do início da coleta e no quarto dia, quando a coleta da urina será iniciada, o paciente deverá abster-se de qualquer substância que contenha: Café, Chá, Chocolate, Amendoim, Vanilina, Vitaminas, Refrigerantes, Nozes, Baunilha, Abacate, Banana, Ameixa, Berinjela, Tomate, Kiwi, Abacaxi, Sorvete, Manga. Os pacientes devem, também, abster-se de fumo, refrigerantes com cola e bebidas alcoólicas nestes 4 dias. Durante estes quatro (4) dias o paciente deverá alimentar-se de: Pão, Manteiga, Ovos, Açúcar, Leite integral, Arroz, Carne, Água a vontade. Algumas medicações podem alterar o resultado do exame. Evite o uso de medicamentos durante o período de dieta e coleta de material. Medicamentos prescritos só devem ser suspensos a critério do médico assistente. Critérios de rejeição: -Amostra sem identificação; -Material inadequado; -Volume insuficiente; -Tubo aberto; -Contaminação da amostra; -Tubo de coleta danificado.

Interpretação:

O ácido homovanílico (HVA) é o principal metabólito terminal da via biossintética da dopamina. Níveis elevados podem ser observados em pacientes com neuroblastoma, feocromocitoma e na síndrome de Riley-Day. Sua secreção pode ser intermitente, motivo pelo qual se recomenda a determinação deste analito em pelo menos duas ocasiões diferentes. Indicações: A principal indicação da determinação do ácido homovanílico consiste na investigação diagnóstica de pacientes com suspeita de neuroblastoma, dos quais 90-95% secretam ácido homovanílico em excesso. Interpretação clínica: Valores moderadamente aumentados podem ser causados por uma variedade de fatores tais como hipertensão essencial, ansiedade intensa, exercício físico e interação medicamentosa. Valores aumentados em 2-3 vezes sugerem a presença de neuroblastoma. Sugestão de leitura complementar: Maris JM: Recent advances in neuroblastoma. N Engl J Med 2010; 362:2202-11. Nishihira H, Toyoda Y, Tanaka Y, Ijiri R, Aida N, Takeuchi M, Ohnuma K, Kisagawa H, kato K, Nishi T. Natural Course of Neuroblastoma Detected by Mass Screening: A 5-Year Prospective Study at Single Institution. J. Clin Oncol 2000, 18(16):3012-17.

Referência:

Idade 3 a 6 anos: 1,4 a 4,3 mg/24hrs
6 a 10 anos: 2,1 a 4,7 mg/24hrs
10 a 16 anos: 2,4 a 8,7 mg/24hrs
adultos: até 6,9 mg/24 hrs