ÁCIDO 2 - TIO - TIAZOLIDINA 4 - CARBOXILICO

Código:

TIAZO

Sinônimo:

TTCA, Dissulfeto de Carbono

Material:

Urinas HPLC pós jornada

Volume:

5,0 mL

Método:

Cromatografia Líquida de Alto Desempenho (HPLC)

Volume Lab:

5,0 mL

Rotina:

Diária

Resultado em:

Interferentes:

Couve flor e repolho

3 dia(s)

Temperatura:

Refrigerado

Estabilidade da amostra:

Ambiente

Refrigerado

Freezer

Hora

Hora

Hora

0

120

0

Coleta:

Coletar a amostra em coletor de urina limpo e sem aditivo, aliquotar e enviar em tubo de transporte. Manter a amostra refrigerada para o envio ao laboratório. Amostras mantidas a temperatura ambiente são estáveis por até uma semana. Amostras refrigeradas entre 2-5°C são estáveis por até quinze dias. Amostras congeladas são estáveis por até 2 meses. Evitar ciclos de congelamento e descongelamento. Recomenda-se ao paciente não consumir couve-flor ou repolho pelo menos 1 semana antes da realização do exame. Critérios de rejeição: Amostra sem identificação; -Material inadequado; -Volume insuficiente; -Tubo aberto; -Tubo de coleta danificado.

Interpretação:

Exame utilizado na avaliação de intoxicação por dissulfeto de carbono (CS2), um líquido incolor e volátil empregado na fabricação de sulfeto de carbono, na produção de tecidos sintéticos, sais de amônia, tetracloreto de carbono, tinturas, defensivos agrícolas, tubos eletrônicos a vácuo, vidro, tintas, esmaltes, vernizes, removedores, solventes, colas, preservativos, parasiticidas, inseticidas, na lavagem a seco, na galvanização, na fumigação de grãos e no processamento de azeite, enxofre, bromo, cera, graxas e iodo, que pode levar a intoxicações agudas e crônicas. Indicações: Exame utilizado como marcador de exposição ao CS2 Interpretação clínica: Os níveis devem estar abaixo do Índice Biológico Máximo Permitido (IBMP) nos indivíduos expostos Sugestão de leitura complementar: Conceitos em toxicologia ocupacional. Disponível em http://www.sindipetrocaxias.org.br/sind/aposentadoriaespecial/PrfaElizabeth/toxicocupacionalIII.pdf. Consulta em 3 de outubro de 2012

Referência:

IBMP: até 5,0 mg/g creatinina